22 de janeiro de 2017

Judiciário declara guerra contra a corrupção e sinaliza que o ‘foro privilegiado’ pode estar com os dias contados


Ao menos 7 dos 11 ministros já declararam publicamente a vontade de modificar a imunidade dos parlamentares

Um levantamento feito pelo jornal Correio Brasiliense apontou que a maioria dos ministros do STF manifestou o desejo de modificar o privilégio:

Cármen Lúcia, Luís Roberto Barroso, Teori Zavaski, Marco Aurélio Mello, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello.

Grande parte dos magistrados do país (incluindo o STJ e os tribunais regionais) também defende as mudanças nas regras do foro privilegiado.

A maioria defende a extinção do benefício.
 
1.500 juízes federais do Brasil já estão providenciando uma consulta à categoria para decidir uma forma de reduzir ou extinguir totalmente o privilégio dos políticos.

Atualmente cerca de 20 mil autoridades (incluindo os próprios magistrados, parlamentares e prefeitos ) em todo o país têm direito de serem investigadas e julgadas em tribunais superiores.

“Essa crise e esse desgaste que temos no Judiciário é por causa do foro de prerrogativa” disse João Otávio Noronha, ministro do STJ que defende a extinção total do foro.

“O foro agride a igualdade do tratamento de todos perante a lei”, afirmou Souza Prudente, desembargador do TRF-1. 
 
 
 

Kajuru publica áudio polêmico e diz que não tem medo de morrer: “Mataram o Teori por causa da Lava-Jato”


Sem papas na língua, o jornalista e vereador mais votado de Goiânia, Jorge Kajuru, comentou a morte do ministro Teori Zavascki

“Sou amigo do Sérgio Moro e de vários jornalistas que cobrem a Lava-Jato” disse

O vereador afirmou que tem a lista de todos os nomes que figuram na lista da Lava Jato e alertou:

“Mataram o Teori por medo da Lava Jato”.

De acordo com o polêmico jornalista, “muita gente do PSDB e do PMDB estão nesta lista e eu darei para vocês em primeira mão […] são 42 nomes do PSDB, 48 do PMDB e 56 nomes do PT.

“Portanto, mataram o Teori” (…) mataram o Teori com medo da Lava Jato”, disse Jorge Kajuru.



Diário do Brasil 

21 de janeiro de 2017

Rodízio de abastecimento de Caicó será alterado neste sábado (21)

Com o objetivo de racionar a água disponível para Caicó, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN) realizará mudanças no sistema de rodízio da cidade. Atualmente a cidade é abastecida pela adutora Manoel Torres, com captação no rio Piranhas/Açu e que recebe água do complexo de Coremas/Mãe D’água, localizado na Paraíba.

A partir deste sábado (21), o fornecimento de água será suspenso durante os fins de semana. Para o rodízio que terá início efetivo na segunda-feira (23), a cidade será dividida em duas partes. A primeira parte, composta pelas zonas Leste e Norte da cidade, receberá água a partir das 5h da manhã e terão abastecimento até a sexta-feira (27).

Na segunda-feira (30), a segunda parte, formada pelos bairros das Oeste e Sul, será abastecida. O fornecimento também será durante toda a semana, sendo suspenso na sexta-feira (03). Na semana seguinte, volta a ser abastecida a primeira parte e assim sucessivamente. O bairro do centro será o único a ter o abastecimento toda semana, uma vez que não há como liberar água para as outras regiões sem abastecer o centro.

Para a gerente da Regional Seridó da Caern, Rosy Gurgel, a medida é essencial para manter o abastecimento da cidade enquanto não há uma recarga do Açude Itans, que hoje encontra-se sem condições de fornecer água para a cidade. “Pedimos a compreensão de toda a população quanto ao abastecimento da cidade e, principalmente, contamos com a colaboração de todos no uso racional da água”, conclui Rosy.

BAIRROS

ZONAS LESTE E NORTE

Alto da Boa Vista, Parte Alta do Recreio, Samanaú, Salviano Santos, Penitenciária, Nova Caicó, Serrote Branco III, Vila do Príncipe, Darci Fonseca, Recreio, parte baixa, Loteamento Serrote Branco, Serrote Branco II e Boa Passagem, Vila Altiva, Vila Carlindo Dantas, Itans (Vila I e II), Penedo II, Nova Descoberta, Conjunto Castelo Branco, Jardim Satélite (IPE), Canuto e Filhos, Loteamento Diniz, Maynard, Santa Costa, Vila Graciosa, Romeiros de Santana, Cidade Judiciária, Rua Cândido Gato, Vila Brasil e Bento XVI.

ZONAS OESTE E SUL
João XXIII, Walfredo Gurgel, Luiz Januário (Novo Horizonte) e Parte do setor do matadouro público, Parte do setor do Hospital do Seridó, Batalhão de Polícia e Militar, Barra Nova, Bairro Paraíba, Soledade, João Paulo II, João Paulo VI e Acampamento, São José (Frei Damião).




APOIO DA JR BOMBONS CAICÓ



Governador do RN quer acabar com presídio de Alcaçuz

O governador Robinson Faria disse em entrevista a um canal de televisão local que pretende fechar o presídio de Alcaçuz, em Nísia Floresta. A declaração foi dada nesta sexta-feira (20).
“Estamos fazendo dois presídios, em Ceará-Mirim e em Afonso Bezerra, e vamos fazer uma força-tarefa para acelerar as construções. Agora, com o dinheiro que o presidente Michel Temer mandou, vamos fazer um terceiro presídio. E Deus queira que eu tenha tempo de acabar com Alcaçuz”, declarou.

“Alcaçuz foi construído em cima de dunas. Eu quero permitir que essas dunas tomem conta do que restou”, acrescentou o governador.

Desde o último sábado (14), cerca de 30 presos morreram em confrontos entre facções rivais dentro do presídio. Na manhã desta sexta, detentos realizaram um culto religioso.

Portal mo Ar




Prefeitura de Caicó descobre venda ilegal de túmulos em cemitério da cidade

A nova gestão da prefeitura municipal de Caicó vem a público informar à população que descobriu um esquema de venda ilegal de túmulos (terrenos), em 2016, no cemitério São Vicente de Paula, no bairro Paraíba. Estão sendo adotadas todas as medidas cabíveis, para apurar as responsabilidades através de sindicância, bem como levar o caso às autoridades policiais competentes para que os responsáveis sejam devidamente punidos perante a lei.

A gestão também convoca pessoas que, por ventura, tenham comprado túmulos de forma ilegal através deste tipo de ação criminosa a comparecerem a prefeitura municipal, a fim de que possam dar mais detalhes sobre o ocorrido. Já foi descoberto a participação de três servidores do Município de Caicó. Uma moradora da zona rural, que foi vítima da ação em dezembro de 2016, terá 1.200 reais devolvidos pelos autores do fato.

O Município de Caicó, através do prefeito Batata Araújo, informa que não compactua nem irá condescender com qualquer tipo de ação ilícita ocorrida no âmbito da Administração Pública e que, se novos fatos criminosos ocorridos em anos anteriores forem descobertos, eles serão levados às autoridades policiais para serem devidamente apurados e seus autores.



PM fará intervenção para procurar corpos de detentos em vala de Alcaçuz

Agentes penitenciários informaram que uma vala com vários corpos de presos teria sido encontrada hoje (20) na Penitenciária Estadual de Alcacuz, em Nísia Floresta.
A informação é que amanhã a PM faça uma intervenção na unidade para identificar o local e acionar o Itep caso a informação se concretize.

O Governo do Estado confirmou até agora 26 mortes e 12 detentos feridos .

190RN

APOIO DEL RAYSSA



20 de janeiro de 2017

Campanha nas redes sociais pede Moro como substituto de Zavascki no STF

O juiz Sergio Moro está entre os assuntos mais comentados nas redes sociais desde a confirmação da morte do ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, relator da Operação Lava-Jato no STF (Supremo Tribunal Federal) e vítima de um acidente aéreo na tarde desta quinta-feira (19). Em menos de uma hora, mais de 24 mil comentários foram postados no Twitter pedindo que Moro substitua Zavascki como ministro do Supremo.

Entre os usuários que sugeriram a indicação de Sergio Moro está o ex-Ministro da Cultura, Marcelo Calero. Usando a hashtag “moronostf”, Calero comentou o acidente aéreo e considerou “suspeita” a morte de Teori Zavascki.

“Existe apenas um nome a ser indicado pro STF afastando qualquer suspeita sobre essa estranhíssima morte: Juiz Moro. Vamos pressionar! #moronostf”, escreveu Calero em sua publicação. Minutos após suas postagens, Calero deletou o texto.

Em nota de pesar, Sergio Moro lamentou a morte do ministro, mas não fez nenhuma especulação acerca das circunstâncias do acidente aéreo e tampouco sobre a substituição do magistrado no STF.

“Tive notícias do falecimento do Min. Teori Zavascki em acidente aéreo. Estou perplexo. Minhas condolências à família. O Min. Teori Zavascki foi um grande magistrado e um herói brasileiro. Exemplo para todos os juízes, promotores e advogados deste país. Sem ele, não teria havido a Operação Lava Jato. Espero que seu legado, de serenidade, seriedade e firmeza na aplicação da lei, independente dos interesses envolvidos, ainda que poderosos, não seja esquecido”.

R7
 
 


Sede da delegacia da mulher é atacada durante essa madrugada de sexta em Caicó

A sede da delegacia da mulher que fica localizada no bairro Castelo Branco, foi alvo da ação de vândalos durante essa madrugada de sexta em Caicó.

Os criminosos atearam fogo no local que ficou bastante destruído, o fogo consumiu vários objetos no interior do imóvel, e só foi controlado com a chegada dos bombeiros que foi acionado por volta de 1 hora da madrugada.

O prédio ainda foi pichado com sigla que remetem a facção sindicato do RN.
 
Caicó Digital


Bandidos colocaram fogo em veículo na cidade Currais Novos

Agora a pouco na noite desta quinta feira (19), em Currais Novos- RN, bandidos colocaram fogo em um veiculo pertencente a um senhor que comercializa ovos.

O veiculo seria uma picape e estaria com a carroceria cheia de recipientes para portar os ovos (bandejas de ovos), estava estacionado a frente da casa do dono, na rua 7 de Setembro. Populares conseguiram conter o fogo antes que se espalhasse pelo veiculo.

A policia acredita que essa ocorrência tem ligações com membros ligado as facções ocorrente nos presídios do RN, mas precisamente em Alcaçuz e no presidio de Caicó, todo o efetivo está em alerta para as possíveis ondas de ataques criminosos na cidade, crimes que esses vem ocorrendo em praticamente todo o estado do RN. Vandalismos como pichações com siglas de organizações de facções, gangues etc. E como também, a pratica de incêndios criminosos em veículos e em prédios públicos. Fatos que esses estão sendo noticiados em diversos meios de comunicação.




APOIO ALIGRAF CAICÓ



Ônibus são atacados durante a madrugada em Natal e empresas suspendem circulação

Os natalenses que precisam de ônibus na manhã desta sexta-feira (20) precisarão de nova alternativa para seguir aos seus destinos. O motivo é que, apesar das garantias de segurança dadas pelo Governo do Estado e Prefeitura do Natal na noite da quinta-feira (19), os empresários decidiram que os ônibus, inicialmente, não sairão às ruas pela manhã. Dois veículos foram atacados durante a madrugada na garagem da empresa Reunidas.
No início da noite da quinta-feira, o Seturn, que é o sindicato das empresas de transportes públicos, afirmou que os veículos não iriam às ruas até que houvesse a garantia de segurança. Porém, por volta das 21h30, o Poder Público informou que a Polícia Militar e a Guarda Municipal do Natal fariam a escolta dos veículos nas saídas das garagens, o que fez com que a previsão fosse de circulação dos veículos pela manhã. Os ataques, porém, mudaram os planos.

Por volta das 2h, bandidos incendiaram dois ônibus da empresa Reunidas que estavam na garagem, na avenida João Medeiros Filho, zona Norte de Natal. Com o crime, os empresários decidiram mandar os funcionários para casa e só enviar os veículos às ruas após garantias.

A circulação de ônibus em Natal está suspensa desde a tarde da quinta-feira (19), quando os ataques prosseguiram em terminais e as empresas decidiram recolher os veículos. 

De acordo com a Polícia, os ataques são orquestrados por membros de facção criminosa que teve detentos transferidos da penitenciária de Alcaçuz após conflitos entre rivais dentro da penitenciária estadual de Alcaçuz.

Tribuna do Norte



19 de janeiro de 2017

Juíza recusa presos e transferência de 116 detentos é desfeita no RN

Não deu certo a transferência envolvendo uma permuta de 220 detentos de três presídios da Grande Natal, operação realizada na tarde desta quarta-feira (18). É que a juíza corregedora da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, onde 26 detentos foram mortos no final de semana, não aceitou a entrada de novos internos na unidade. A Secretaria Estadual de Segurança (Sesed) confirma a história, mas não sabe explicar o que causou a mudança nos planos. Alcaçuz fica em Nísia Floresta, cidade da Grande Natal.

Ao todo, 116 presos que saíram da Penitenciária Estadual de Parnamirim, também na região Metropolitana da capital potiguar – e que deveriam ficar custodiados em Alcaçuz – tiveram que ser acomodados na Cadeia Pública de Natal, como é mais conhecido o Presídio Provisório Raimundo Nonato Fernandes. A unidade fica na Zona Norte da cidade.

A assessoria de comunicação da Sesed limitou-se a dizer que cabe à juíza corregedora de Alcaçuz, Maria Nilvalda Torquato, explicar a razão de não ter autorizado o recebimento dos detentos. O G1 tentou falar com a magistrada, mas não conseguiu contato. A Sesed acrescentou que nesta quinta-feira (19) será decidido o que fazer com os presos que retornaram para Natal.

A operação de permuta dos presos foi parcialmente concluída por volta das 18h39, quando 220 presos deixaram Alcaçuz em quatro ônibus de turismo locados. Eles foram retirados dos pavilhões 1 e 2 por policiais militares do Batalhão de Choque e agentes penitenciários do Grupo de Operações Especiais da Secretaria de Justiça e da Cidadania. Em contrapartida, a Sesed informou que 100 presos foram retirados do PEP para Alcaçuz. A Secretaria de Segurança também não consegue explicar porque a quantidade de presos levada para a capital não bate com o que foi informado, ou seja, porque foram levados para a Cadeia Pública de Natal 116 detentos, e não apenas os 100 que saíram de Parnamirim.

Segundo a Vara de Execuções Penais da capital potiguar, a Cadeia Pública de Natal tem capacidade para acomodar até 216 presos. Até a semana passada, contudo, a unidade abrigada 560 detentos. Com a chegada dos 116, agora possui 676 homens, número três vezes maior que deveria comportar.




Funcionários municipais de Caicó entrarão em greve geral caso prefeitura mantenha proposta de parcelar o salário de dezembro

Em assembleia realizada nesta quinta feira 19, funcionários da prefeitura municipal de Caicó decidiram que vão realizar uma greve geral se a prefeitura permanecer com a proposta de parcelar em cinco vezes o salário de dezembro.
Em reunião na quarta feira, sem a presença do prefeito Batata apenas com seus secretários, a prefeitura lançou aos representantes dos sindicatos, uma proposta de parcelamento em até cinco parcelas do pagamento referente a Dezembro, sendo que a prefeitura pediu para que os sindicatos levassem para ser discutido na assembleia duas forma de realizar esse parcelamento. A primeira seria em forma de sorteio, onde determinado número de servidores receberiam seus salários integralmente na medida que fosse sorteado neste período de 5 meses. A segunda seria a divisão igualitária mês a mês, de um total de R$ 763.000,00 disponível pela prefeitura a todos os funcionários, até se completar a folha de pagamento de cada um.

Na assembleia desta quinta, nenhuma das duas propostas foram aceitas pelos servidores, que após votação decidiram realizar uma caminhada de protesto até a sede da prefeitura municipal, onde lá votaram uma paralisação de advertência para essa sexta feira, onde iram ocupar as dependências do centro administrativo.

Segundo os sindicatos, caso a prefeitura mantenha essa proposta de parcelamento em cinco vezes, as categorias iram paralisar totalmente suas atividades no município., decretando uma greve geral.



APOIO SISTEMA CAICÓ INFO

 

Exército abrigará frota da prefeitura de Caicó


O prefeito de Caicó, Batata Araújo, e o secretário municipal de Planejamento, Marcelo Coelho, tiveram audiência, nesta quinta-feira (19), com o comandante do 1º Batalhão de Engenharia de Construção, tenente-coronel Carlos Octavio Cardoso.
Em pauta, o pedido para que o 1º BEC pudesse abrigar a frota municipal em suas instalações, a fim de evitar novos ataques como o que destruiu três veículos da secretaria de Saúde. O comandante acatou a solicitação, permitindo a transferência imediata de automóveis e maquinários.