20 de setembro de 2016

AgoraSei registra pesquisa para divulgação sobre Parelhas e São José do Seridó

Parelhas – Ainda esta semana tem divulgação da segunda pesquisa registrada no Tribunal Regional Eleitoral, sobre a corrida para a Prefeitura e Câmara Municipal de Parelhas. E a pesquisa foi feita mais uma vez pelo Instituto AgoraSei, responsável pela realização da primeira. Contratada por Filipe Abbott Galvão Rodrigues, a pesquisa ouviu 400 pessoas no dia 16 deste mês, e estará liberada para divulgação, a partir do dia 22. O protocolo do registro é RN-02127/2016.
 
São José do Seridó – O Instituto AgoraSei divulgará a primeira pesquisa com registro no Tribunal Regional Eleitoral, para a cidade de São José do Seridó. Contratada pelo empresário Ricardo Medeiros, a pesquisa ouviu 300 pessoas no dia 17 deste mês e estará liberada para ser divulgada a partir do dia 24 de setembro. O número do protocolo do registro é o RN-02267/2016. A pesquisa vai medir a corrida pela Prefeitura e Câmara Municipal.
  




Governo aumenta salário do Mais Médicos e quer substituir cubanos por brasileiros no programa

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, informou hoje (20) que a bolsa dos profissionais que atuam no Programa Mais Médicos será reajustada em 9% a partir do ano que vem e que o convênio de cooperação com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), que garante a atuação de médicos cubanos no país, foi renovado por mais três anos.

A meta do governo é fortalecer a participação de médicos brasileiros e gradualmente substituir os profissionais cubanos que completam três anos de trabalho no país. A previsão é que, entre dezembro de 2016 e abril de 2017, cerca de duas mil vagas de cooperados sejam oferecidas em editais a brasileiros. A meta é, em três anos, substituir quatro mil cubanos à medida que os profissionais brasileiros se interessem pelas vagas.

“Há, de fato, uma grande aprovação das ações do Mais Médicos, sempre reconhecendo a qualidade do trabalho dos profissionais cubanos. A implantação de novos cursos de medicina produzirá profissionais a mais para que a oferta de brasileiros no mercado possa suprir a demanda que colocamos nos editais. Precisamos que haja uma disponibilização de profissionais brasileiros para realmente ocupar as vagas”, disse Barros, explicando que, enquanto isso não acontece, o convênio com a Opas e Cuba continuará suprindo a demanda.

Hoje, o Mais Médicos tem 18.240 vagas na Atenção Básica de saúde em 4.058 municípios e 34 distritos indígenas. Os profissionais que preenchem essas vagas são 11.429 cooperados cubanos (62,6%), 5.274 brasileiros formados no Brasil (29%) e 1.537 estrangeiros e brasileiros formados no exterior (8,4%). O programa chega a 72,8% dos municípios brasileiros e beneficia 63 milhões de pessoas.

A lei que prorroga o programa por três anos foi sancionada pelo presidente Michel Temer no último dia 12. Com o texto, profissionais intercambistas estrangeiros e brasileiros formados no exterior que participam do Mais Médicos continuarão dispensados da validação dos diplomas de medicina para atuar no país.

Reajuste

Barros anunciou também o reajuste da bolsa para os profissionais participantes em 9%. O repasse, que era de R$ 10.570 por médico, passa para R$ 11.520 a partir de janeiro de 2017. A prorrogação do programa garante ainda um reajuste anual com base na inflação. Médicos que atuam em áreas indígenas também tiveram aumento nos auxílios-moradia e alimentação, que desde agosto é de R$ 2.750.

Tanto o valor da bolsa quanto o auxílio dos profissionais estão em áreas indígenas e são pagos pelo Ministério da Saúde. Segundo Barros, o impacto do programa no orçamento da pasta é de R$ 2,7 bilhões em 2016. Em 2017, serão investidos R$ 3 bilhões.

Reposição imediata

Os profissionais cooperados que completaram três anos de trabalho no Brasil entre julho e outubro deste ano e tiveram participação prorrogada em decorrência dos Jogos Rio 2016 e do período eleitoral serão substituídos por outros médicos cubanos, conforme as negociações da Opas com o governo de Cuba.

A reposição de cerca de quatro mil cooperados acontecerá até o fim deste ano. Essa é apenas uma medida de reposição e não vai alterar a proporção entre cubanos e brasileiros no programa. Entretanto, aqueles que tenham constituído família no Brasil poderão pedir ao governo de Cuba a permanência por mais três anos no programa.

O representante da Opas no Brasil, Joaquín Molina, explicou que o governo cubano tem seus critérios para destinar os médicos que trabalharão em missões internacionais e que a vaga de trabalho desse profissional em Cuba fica em aberto até que ele retorne ao país.

Caso aquele país não autorize a continuação no programa, o médico poderá participar como estrangeiro não cooperado ou fazer a prova de revalidação do diploma de medicina no Brasil e se submeter às leis de imigração do país.

Mais brasileiros

Uma nova regra também pretende ampliar a participação de médicos brasileiros formados no exterior. Conforme os editais em andamento, poderão ingressar no programa médicos graduados em qualquer país. Antes, só podiam participar profissionais formados em países que possuíam uma proporção maior de médicos do que o Brasil (1,8 médico para cada mil habitantes).

Segundo o ministro, isso abre a possibilidade para brasileiros formados no Paraguai e na Bolívia atuarem no Brasil.

Criado em 2013, o Mais Médicos ampliou a assistência na Atenção Básica levando médicos às regiões com carência de profissionais. Além do provimento emergencial de médicos, o programa visa à formação de médicos e especialistas. Até 2017, a previsão é que sejam criadas 11,5 mil novas vagas de graduação em medicina e 12,4 mil vagas de residência médica.

A iniciativa prevê ainda ações voltadas à infraestrutura, como construções, ampliações e reformas de Unidades Básicas de Saúde.

 


Cruzeta entra em colapso de abastecimento de água

A cidade de Cruzeta, localizada na região do Seridó potiguar, entrou em colapso de abastecimento de água nesta terça-feira (20). De acordo com a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), a baixa no nível do açude que abastece a cidade inviabiliza a continuidade do fornecimento regular de água.

Com a suspensão do abastecimento de Cruzeta, chega a 21 o número de cidades em colapso de abastecimento no estado. Além do município do Seridó, estão sem fornecimento de água os municípios de Paraú, Triunfo Potiguar, Campo Grande, Janduís, Messias Targino, Patu, Almino Afonso, Antônio Martins, Francisco Dantas, Frutuoso Gomes, João Dias, Luís Gomes, Marcelino Vieira, Martins, Paraná, Pilões, Rafael Fernandes, São Miguel, Serrinha dos Pintos e Tenente Ananias.

Segundo a Caern, com a condição de cidade em colapso, Cruzeta passa a ser atendida agora por um esquema emergencial que será operado pela Defesa Civil junto com a prefeitura e outros órgãos. Ainda de acordo com a companhia, estudos estão sendo realizados para encontrar medidas alternativas que possam contribuir para atenuar a situação de desabastecimento na cidade.

Além das cidades em colapso, outras 73 estão com o fornecimento de água sendo garantido por meio de rodízio. Ao todo, 153 municípios potiguares estão em situação de emergência por causa da falta d'água.

Seca Verde
Em julho, o G1 publicou várias reportagens sobre os efentos da seca no estado. Entitulada 'Seca verde marca quinto ano seguido de estiagem severa no RN', a série mostrou a dura realidade do sertanejo, que faz da busca por água uma árdua rotina.

 

Loja Recanto do Sertão


VENDO PINTOS ÍNDIOS GIGANTES ALTA PROMOÇÃO PARA QUEM QUER COMEÇAR UM PLANTEL COM ALTA QUALIDADE GENÉTICA ALTURA , CARACTERÍSTICAS DA RAÇA PLANTEL PRÓPRIO . 



SÓ LIGAR ASSIZINHO 84-9901-4589 RESTA 30 UNIDADES DE PINTINHOSE 2 GALOS E 1 GALINHA EM POSTURA E 3 FRANGAS. SOBRE A RAÇA


esta raça é aparentada com a do galo de briga. Ele é descendente das raças malaio, shamo e galinha caipira brasileira (SRD) ou galinha índia. No entanto, enquanto o galo de briga (chamado tb de galo- índio)
 

Grandes e robustas, elas também são excelentes na transmissão de genes aos descendentes. O galo índio gigante é portanto, uma variedade rústica como as aves caipiras e surgiu justamente do cruzamento de raças combatentes com galinhas domésticas. 



Este animal é um ótimo reprodutor de frangos precoces e com alto rendimento de carne. Ao que me parece, a maior vantagem dele é que o índio gigante também confere às suas galinhas mais produtividade e ovos mais ricos em proteínas. 



A beleza das penas sobrepostas e a variedade de cores são outras características atraentes, que destacam a ave como exemplar ornamental ou na participação de concursos. Quando adulto, o galo Índio Gigante chega a pesar 6,5kg. 



OS Machos podendo chegar até a 1,05 mt de altura . Não Perca essa oportunidade a pronta entrega

17 de setembro de 2016

Omissão de malefícios do açúcar foi patrocinada pela indústria alimentícia, diz pesquisa

A fim de promover o consumo de açúcar, a indústria de produtos industrializados omitiu, durante muitos anos, os malefícios da substância. De acordo com análise publicada na revista científica Jama Internal Medicine, pelo menos uma pesquisa científica foi encomendada com esse intuito.

Documentos internos da indústria de alimentos entre 1950 e 2000 mostram um esforço internacional em ocultar os efeitos danosos do açúcar e destacar o perigo do consumo de gorduras.
De acordo com o estudo, em 1967, um grupo formado por empresários chamado Sugar Research Foundation financiou uma pesquisa de cientistas de Harvard que negava que o açúcar poderia causar doenças cardíacas. O texto apontava ainda erros em análises anteriores sobre malefícios da substância.

“Foi uma iniciativa muito esperta da indústria, porque os papers científicos, especialmente se forem publicados em revistas [científicas] muito proeminentes, tendem a guiar a discussão científica em geral", afirmou Stanton Glantz, autor da análise, ao The New York Times.

Ao jornal, a Sugar Association afirmou que quando o estudo foi publicado na década de 1960 não havia uma demanda por transparência sobre o financiamento da pesquisa. A entidade disse ainda que décadas de pesquisas concluíram que o açúcar não é o único responsável pelas doenças do coração.

Outro defensor da tese é o autor da série “Cooked”, da Netflix, e de livros sobre alimentação, o jornalista e acadêmico Michael Pollan.

“O aumento no consumo de açúcar é, por si só, responsável pela epidemia de obesidade e diabetes [nos EUA]”, afirmou, em entrevista ao jornal The New York Times em 2011.

Nesse processo, ele destaca o papel da propaganda da indústria alimentícia que, segundo ele, demonizou por muitos anos o consumo de gordura enquanto promovia o açúcar.

No documentário Fed Up, é defendida uma regulação de anúncios publicitários de produtos com alto nível de açúcar, assim como acontece com o cigarro.

Malefícios
Por ser metabolizado muito rapidamente, o açúcar refinado é armazenado como gordura no corpo, caso não seja queimado.

O excesso da substância pode ainda levar à diabetes. Isso porque o consumo em quantidades elevadas causa resistência à insulina, hormônio que processa a glicose no sangue para transformá-la em energia.
 



Loja de confecções foi assaltada nesta manhã de sábado em Caicó

Uma loja de confecções localizada no bairro Paraíba em Caicó foi assaltada nesta manhã de sábado, era por volta das 7 horas, quando uma dupla que ocupava uma moto, chegaram a loja que fica próximo a Escola Monsenhor Walfredo Gurgel e armados anunciaram o assalto.

A dupla pegou todo o dinheiro do caixa e fugiram do local.
Durante a fugo os meliantes ainda atiraram contra uma viatura da polícia e entraram em direção ao Rio Barra Nova.

A Polícia neste momento tenta capturar os suspeitos.


APOIO DA SORVETERIA SERGIPANA CAICÓ



Globo cogita afastar Camila Pitanga de “Velho Chico”

Em choque com a morte de Domingos Montagner, Camila Pitanga pode ser afastada de vez da novela “Velho Chico” da TV Globo. A direção da emissora considera que a atriz não tem condições de voltar a trabalhar no folhetim após presenciar o amigo ser arrastado pela correnteza do Rio São Francisco, na última quinta-feira (15), durante um mergulho.

Segundo informações divulgadas por Sônia Abrão no programa “A Tarde É Sua”, da RedeTV!, nesta sexta-feira (16), a decisão será tomada em uma reunião da alta cúpula do canal com a equipe da trama no próximo sábado (17).

Caso o afastamento da protagonista do projeto seja confirmado, uma das saídas já estudadas seria escalar os atores que interpretaram Santo e Tereza na primeira fase da trama – Júlia Dalavia e Renato Góes – para seguirem o roteiro previsto.

De acordo com Marcelo Serrado, o elenco da novela voltará ao local da tragédia para gravar as cenas finais da obra, após o velório de Domingos. “Estamos todos devastados, em cacos, tentando reunir o que temos para terminar este trabalho de forma digna, em homenagem ao Domingos”, contou ao jornal “O Globo”.

 


15 de setembro de 2016

Brasil é ‘campeão’ em número de jovens que não estudam, mostra relatório da OCDE

O Brasil está no topo do ranking em relação ao número de jovens entre 20 e 24 anos que não estão estudando: 75%. O porcentual é apontado na versão mais recente do relatório “Education At a Glance”, da Organização para Cooperação do Desenvolvimento Econômico (OCDE), que traz um estudo comparativo sobre índices educacionais entre 41 países.

Embora seja um dado preocupante, a pesquisa mostra que mais da metade desses jovens estão trabalhando e 57% já concluíram o ensino médio (50%) ou superior (7%). O detalhamento dos dados brasileiros comparados aos dos demais países – 34 membros da OCDE e 7 parceiros da organização – será feito nesta quinta-feira, 15, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, do Ministério da Educação (Inep/MEC).

Quando se analisa uma faixa maior de idade, entre 15 e 29 anos, o relatório conclui que 20% dos brasileiros fazem parte da chamada “geração nem-nem”, expressão que designa aqueles que não trabalham nem estudam. O índice é maior que a média registrada pela OCDE em 2014, que ficou em 15%.

A pesquisa ainda diz que, no Brasil, a taxa de desemprego foi de menos de 6% em todos os níveis de escolarização, enquanto na OCDE essa porcentagem varia entre 4,9% (para os que têm ensino superior) e 12,4% (para os que não terminaram o ensino médio).

Outro dado brasileiro que chama a atenção é que o País também é “campeão” em disparidade salarial relacionada ao gênero, apesar de ter tido uma pequena evolução em relação ao relatório de 2015 No ano passado, o documento mostrou que o salário médio de uma mulher brasileira com educação superior representa apenas 62% do de um homem com a mesma escolaridade. Neste ano, representa 65%. Ou seja, a cada R$ 100 que um homem ganha, a mulher recebe R$ 65

Mas a situação do Brasil perante os “concorrentes” também tem pontos positivos. Ao passo que, entre 2005 e 2013, a proporção de gastos públicos para a educação diminuiu em mais de dois terços dos países analisados, no Brasil ocorreu o contrário. A média da OCDE é de 11%, mas o Brasil superou esse índice ao dedicar pelo menos 16% do gasto público total ao setor, ficando atrás apenas de México e Nova Zelândia nesses investimentos.

 


Barragem Armando Ribeiro Gonçalves perde por dia cerca de 1,5 centímetro de lâmina d’água

Diariamente, a Barragem Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves, principal reservatório hídrico do RN, localizado na região do Vale do Açu, com capacidade global de 2,4 bilhões de metros cúbicos, perde o correspondente a 1,5 centímetro de lâmina d’água, por conta da evaporação e outros fatores decorrentes do prolongamento da estiagem. Este indicador equivale a todo o volume de água que ainda encontra-se armazenado no interior da bacia hidráulica do Açude Público de Mendubim, em Assú. 

A revelação foi feita, nesta quarta-feira (14), pelo engenheiro civil Rafael Mendonça de Souza, chefe da Unidade de Campo do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas-DNOCS.

O técnico projetou uma situação crítica em termos de abastecimento de água para toda a região e diversos outros municípios que se suprem a partir do manancial hídrico da Barragem, caso não haja uma boa quadra invernosa. Rafael também lamentou que, apesar de todo este panorama negativo em termos de reserva hídrica, muita gente ainda não tenha a devida consciência e continue desperdiçando água todos os dias.

Via Jarbas Rocha

Governo Temer ignora pedido de ajuda de Estados que ameaçam calamidade financeira

Apesar da ameaça dos governadores do Norte e Nordeste de decretar situação de calamidade pública, a equipe econômica descartou na quarta-feira, 14, qualquer possibilidade de concessão de socorro financeiro com recursos do Orçamento. “Neste momento, não conseguimos sinalizar nenhum tipo de apoio financeiro”, disse o secretário executivo do Ministério da Fazenda, Eduardo Guardia, ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.
 
O secretário destacou que o governo federal também passa por dificuldades financeiras e tem metas fiscais que precisam ser cumpridas. Ele disse que não está em cogitação pedir ao Congresso Nacional alteração da meta, que prevê déficit fiscal para este ano, para acomodar um novo auxílio aos Estados.

Número dois do Ministério da Fazenda, Guardia descartou também a possibilidade de mudanças no projeto 257, em tramitação no Senado Federal, que permitiu a reestruturação da dívida dos Estados e um alívio de R$ 50 bilhões nos próximos três anos. Os Estados do Norte e Nordeste, que foram menos beneficiados pelo projeto, querem alterá-lo para conseguir os R$ 14 bilhões que pleitearam ao governo federal – R$ 7 bilhões em dinheiro e a outra metade como liberação para que sejam tomados novos empréstimos no sistema financeiro.

“Cumprimos rigorosamente o acordo que foi fechado. Em nenhum momento falamos que teria algo a mais”, disse Guardia, destacando que o projeto precisa ser votado do jeito que foi apresentado ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Surpresa

O secretário informou que, na reunião de na terça-feira, 13, com os governadores, o Ministério da Fazenda chamou a atenção para a possibilidade de uma surpresa positiva com o programa de repatriação de recursos não declarados. O dinheiro arrecadado com o programa, cujo prazo final de adesão termina em 31 de outubro, será dividido com os Estados. “Pode ser um alívio importante para os governos estaduais”, ressaltou Guardia.

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), informou que os 20 Estados do Norte, Nordeste e Centro-Oeste devem divulgar uma carta ao povo brasileiro na próxima segunda-feira, denunciando a grave situação fiscal. Segundo ele, os Estados ainda tentam negociar algum tipo de acordo com o governo federal, mas se não for possível, 16 governadores podem decretar situação de calamidade pública.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
 
 


APOIO DA JR BOMBONS CAICÓ



Pelo WhatsApp, facção criminosa do RN negocia arma e ameaça polícia

Dois homens foram presos e um revólver apreendido durante uma blitz realizada pela Polícia Militar na tarde desta quarta-feira (14) no bairro de Cajupiranga, em Parnamirim, cidade da Grande Natal. De certa forma, uma ocorrência considerada rotineira. O que chamou a atenção dos PMs foi o que estava no aparelho celular de um deles – evidência de que fazem parte de uma facção criminosa do estado. Em um grupo de WhatsApp, os policiais que fizeram a abordagem encontraram mensagens de apologia ao crime, incluindo ofertas de drogas, negociação de armas e até ameaças a policiais.

A blitz foi realizada pelos mesmos policiais militares que compõe a equipa da Lei Seca no estado. "Uma de nossas atribuições é realizar a chamada ‘Operação Bairro Limpo’, trabalho ostensivo que também tem caráter preventivo", explicou o capitão Isaac Paiva, coordenador da equipe.

O G1 teve acesso a algumas das mensagens contidas em um dos grupos abertos no aplicativo do celular. “Yae PCR vai dar CRT essa prancha” (SIC), diz uma das mensagens. Segundo o capitão Isaac, as siglas PCR e CRT significam ‘parceiro’ e ‘certo’. “Já a palavra prancha, no linguajar dos bandidos é o mesmo que dizer arma de fogo”, afirmou.

Em outro texto, a mensagem destacada sugere que a polícia seja tratada com violência: “É bala nos policia, é bala nos safado, é os fura bloqueio” (SIC).
Ainda de acordo com o capitão, os presos foram levados para a delegacia e autuados em flagrante.

G1

 

14 de setembro de 2016

Álbum de "santinhos" criado por caicoense chama atenção da imprensa nacional

Márcio Henrique, empresário da Gráfica Seridó teve a ideia de lançar um álbum com os santinhos dos candidatos a prefeito e vereador de Caicó, na campanha de 2012, mas reconhece que seu projeto ganhou visibilidade este ano, inclusive chamando a atenção da imprensa nacional, como o Jornal O Globo do Rio de Janeiro, a própria TV Globo e o SBT.

Fiz poucos álbuns e conseguimos vender para cobrir os custos, mas este ano está vendendo bem. O álbum custa 5 reais, e deste valor, 2 reais vai para a Casa Durval Paiva, que cuida de crianças com câncer em Natal”, disse. Márcio vai estender o album de figurinhas, ja nesta campanha para oito cidades da região do Seridó.
Do Blog de Marcos Dantas

 



Governadores de 14 Estados ameaçam declarar calamidade pública

Governadores do Norte e Nordeste se reuniram com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, para pedir um socorro de R$ 7 bilhões e ameaçaram decretar estado de calamidade pública na próxima semana em pelo menos 14 Estados das duas regiões. Ficariam de foram apenas Ceará e Maranhão, segundo autoridades presentes.

A linha de raciocínio dos governadores é de que o possível estado de calamidade decretado em peso pelos Estados pode prejudicar a imagem do país como um todo e, com isso, fragilizar também a imagem do governo do presidente Michel Temer, que deixou a interinidade nos últimos meses.
O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, disse que essa situação será "péssima para a confiança no país". Afirmou, ainda, que a União deve perceber que "é a saúde da economia nacional que está causando tudo isso".

Os governadores dessas regiões recorreram à União e argumentaram que estão com dificuldades financeiras devido à queda dos repasses do Fundo de Participação dos Estados (FPE). No início de julho, os Estados pediram um socorro de R$ 14 bilhões ao Ministério da Fazenda.

AUXÍLIO IMEDIATO

Nesta terça, os Estados comunicaram que abriram mão dos R$ 14 bilhões que pediam anteriormente em troca de um auxílio imediato de R$ 7 bilhões, de acordo com o governador do Piauí, Wellington Dias.

"A sugestão feita é que fosse feita a apresentação desse auxílio emergencial como antecipação à repatriação, inclusive com a garantia, que é um alternativa colocada, de transformação em contrato de empréstimo, se der alguma frustração", explicou.

Dias afirmou, ainda, que os governadores queriam ter transmitido a decisão relativa à calamidade pública diretamente a Temer, mas que o presidente não conseguiu recebê-los nesta terça-feira. Segundo ele, a decisão sobres os recursos é "política".

"Agora, a hora que a gente tiver 14, 15 Estados decretando estado de calamidade, qual é a consequência? Um ambiente muito ruim para o país", finalizou.

De acordo com o Ministério da Fazenda, participaram do encontro 17 governadores do Nordeste, Norte, Centro-Oeste e Sudeste —-entre eles, o do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão. O Estado declarou calamidade pública em junho, antes dos Jogos Olímpicos. Ele não quis falar com a imprensa após a reunião.

ÁUDIO
Em áudio da reunião obtido pela Folha, o governador do Mato Grosso, Pedro Taques, fala em tom de cobrança com Meirelles e diz que há Estados em que falta até mesmo dinheiro para policiais e gasolina para viaturas.

"Esta reunião é uma consequência da falta de resposta de outras reuniões, da falta de total resposta ao que foi combinado. Isso tem que ser dito. Houve uma reunião há 23 dias, quando nos deram 15 dias para buscar solução e já se passaram 23 dias. Não estamos preocupados em fechar a conta do ano, estamos preocupados em fechar as contas do mês", disse.

OUTRO LADO
De acordo com o Ministério da Fazenda, Meirelles reiterou aos governadores que a prioridade do governo é cumprir a meta de resultado fiscal de R$ 170,5 bilhões de déficit em 2016 como forma de "dar segurança" à sociedade sobre o compromisso com o ajuste fiscal.

Além disso, de acordo com a pasta, o ministro se comprometeu a levar os pedidos de auxílio financeiro dos governadores ao conhecimento do presidente Michel Temer para discutir alternativas.
 



Reunião termina sem acordo e bancários decidem manter a greve

Os bancários decidiram nesta terça-feira (13) manter a greve iniciada na semana passada, informou a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT). A decisão foi anunciada após reunião com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) em São Paulo. Segundo a Contraf, a Fenaban não apresentou nova proposta, e uma nova rodada de negociação foi marcada para quinta-feira (15), em São Paulo.
 
De acordo com o último balanço divulgado pelo comando dos grevistas, 11.531 agências e 48 centros administrativos tiveram as atividades paralisadas nesta segunda-feira (12). Segundo o Banco Central, o país tem 22.676 agências bancárias instaladas.

A greve teve início na terça-feira passada (6). Na sexta-feira (9), os bancários decidiram manter a greve iniciada no dia 6, rejeitando a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) de reajuste de 7%.

A Fenaban não tem divulgado balanços diários de agências fechadas, mas informa que a população tem à sua disposição uma série de canais alternativos para realizar transações financeiras.

G1
 


APOIO ALIGRAF CAICÓ