21 de maio de 2015

Obstetra desabafa: “Ou se toma uma providência, ou morrerão muitas mães e filhos em Caicó”


Imagem de arquivo

Em entrevista à Rádio Rural de Caicó, o médico-obstetra do Hospital do Seridó, Dr. Elísio Galvão fez um desabafo ao denunciar a situação em que se encontra o atendimento materno-infantil na maior cidade da região do Seridó. Com apenas três obstetras atendendo no Hospital do Seridó, no dia que um deles adoece, como é o caso de Dr. Elísio que está acamado com 40 graus de febre, não tem quem substitua o plantão. O resultado, são gestantes retornando do Hospital, ou tendo que viajar para ter seus filhos em outras cidades, colocando em risco a saúde de todos, e se submetendo a parir dentro da ambulância no meio do caminho.

“A gestão está brincando com a situação. Só neste ano já tivemos três mortes maternas e fetal, e ninguém toma providência. A não ser a ajuda que a Prefeitura de Caicó manda um quarto obstetra pago por ele, que não é obrigação jurídica, porque esse serviço é do Estado. Foi decepcionante ouvir o secretário de Saúde, Dr. Lageca dizer na Câmara Municipal que ainda estava preparando atitudes para tomar com relação a obstetrícia. Enquanto isso é mãe e filho morrendo. Se um de nós adoecer, como eu hoje estou de cama com 40 graus de febre não tem quem tire o plantão”, desabafou.

Na entrevista, o médico lamentou o fato da classe política da região estar acomodada com a situação. “Vem paciente de toda região e a gente não vê um gestor, nem de saúde, nem prefeito, ninguém se incomodar com essa situação. Do jeito que morre a gestante de Caicó, morre de qualquer lugar, mas ninguém se manifesta. Todos preferem culpar o Hospital do Seridó, mas esse serviço de obstetrícia é de direito e fato do Estado. Só falta reclamar ao Papa Francisco, enquanto isso nossas mães estão passando por essa situação”.

Dr. Elísio, visivelmente chateado e preocupado com a situação revelou um dado, até então desconhecido da opinião pública, de que o caos na Saúde da Mulher em Caicó tem contribuído para a incidência de situações mais graves. “Tenho provas de mulheres que fizeram o preventivo há oito meses e quando me chegam agora já vêm com câncer de útero, mulheres com 29 e 34 anos e essa a saúde da mulher que está sendo oferecida em Caicó. Quando a gente fala, não temos pai e nem patrão, porque jogam um para o outro. Ou se toma uma providência, ou morrerão muitas mãe e filhos em Caicó. Eu quero me solidarizar com as mulheres que estão indo ao Hospital do Seridó, e estão viajando pra Currais Novos e as vezes parindo no meio do caminho, em ambulâncias e colocando em risco a saúde dela e de seus filhos”, finalizou.

Via marcos Dantas
 
 
 


Advogados saem na tapa no TRT-RN


 
Por volta das 9h30 desta quarta-feira(20), dois advogados se envolveram numa briga no local de espera do Tribunal Regional do Trabalho(TRT-RN). 
 
Não se tem informação do motivo que levou as vias de fato. Os dois envolvidos, engravatados, promoveram correria e gritaria. 

O Blog entrou em contato com o advogado, ele disse que lamenta o ocorrido, nunca passou por essa situação, por isso, prefere não comentar sobre o assunto em decorrência do desgaste.

Blog do Bg
 
 


RN e PB vão restringir uso da água

Rio Piranhas-Açu tem 70% de sua vazão destinada à irrigação. Nos próximos 45 dias, novas regras de uso d’água serão definidas 
Com 70% da vazão atual destinada à irrigação, as Secretarias de Estado dos Recursos Hídricos da Paraíba e Rio Grande do Norte deverão limitar, nos próximos 45 dias, o uso da água oriunda da Bacia Hidrográfica do Rio Piranhas-Açu somente ao consumo humano. 

A medida tem como objetivo ampliar o tempo de vida útil do Açude Coremas, localizado na cidade de mesmo nome, na Paraíba, que ao desembocar no Rio Grande do Norte, contribui para a perenização do Rio Piranhas-Açu que abastece, entre outros municípios, Caicó, Jardim de Piranhas, Timbaúba dos Batistas e São Fernando, antes de chegar à Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, em Assu. 

O fim do ciclo chuvoso provocou a escassez de água no reservatório Coremas, que atualmente está com 19% da capacidade total, segundo levantamento da Secretaria de Estado dos Recursos Hídricos da Paraíba. Mesmo assim, a Agência Nacional de Águas (ANA), responsável pela gestão do Rio Piranhas-Açu, determinou a ampliação da vazão do volume de água que desemboca no estado potiguar na tentativa de minimizar os efeitos da seca nas cidades anteriormente citadas. Dos 2.400 litros por segundo, o Rio Grande do Norte passou a receber desde o fim da semana passada, 3 mil litros por segundo do estado vizinho. 

O Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs/PB) se posicionou contrário à ampliação da vazão nas comportas. Entretanto, o titular da Semarh paraibana, João Azevêdo Lins Filho, assegurou que não existe embate político ou técnico entre os estados, mas sim uma cooperação para que não haja desperdício de água com a ampliação da vazão. “Há pouca água para atender muita gente. A água que sai do Coremas atende cerca de 600 mil pessoas, das quais 500 mil estão na Paraíba”, comentou o secretário paraibano. Ele ressaltou que a discussão entre os técnicos e gestores dos dois estados gira em torno da garantia de aproveitamento integral da água disponibilizada do reservatório de Coremas.

Mesmo sem saber o volume desperdiçado no trajeto de Coremas a Jardim de Piranhas, seja com evaporação ou até mesmo desvio do traçado original e natural do rio Piranhas-Açu, o secretário João Azevêdo Lins Filho destacou a necessidade de construção de uma barragem de nível entre as cidades de Caicó e Jardim de Piranhas. “Ela evitará desperdício e acumulará água suficiente para que seja bombeada e levada aos municípios. Não há intenção de suspender o fornecimento de água para o RN. Queremos, somente, e em conjunto com o Governo do Rio Grande do Norte, evitar o desperdício”, disse ele.

O secretário de Recursos Hídricos potiguar, Mairton França, informou que um estudo está em fase de confecção pelos técnicos da Semarh/RN para a construção de uma barragem definitiva, que evite a saída de água do reservatório. “O que existe hoje é uma soleira de nível, feita com sacos de areia. O ideal é uma soleira definitiva. 

Até o fim do mês de julho, teremos o projeto. Será uma obra rápida, que deverá ficar pronta até o fim de setembro”, esclareceu. A obra da barragem definitiva deverá custar R$ 2,2 milhões financiados pela ANA. Para a construção do equipamento, deverá ocorrer dispensa de licitação em decorrência da emergência da seca.


APOIO DA JR BOMBONS CAICÓ




Policia Federal deflagra operação de combate à pornografia infantil

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (20), no Rio Grande do Norte, a OPERAÇÃO ARACELI, destinada a repressão de crimes de divulgação de pornografia infantil através da internet. No dia de hoje, a PF também realiza esta mesma operação em várias outras Unidades espalhadas pelo Brasil. 
 
A Operação Araceli foi deflagrada em homenagem ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, que transcorreu no último dia 18 de maio, e recebeu esse nome em alusão à menina brasileira Araceli Cabrera Sanchez Crespo que foi brutalmente assassinada no dia 18 de maio de 1973, em Vitória/ES, sendo o seu corpo somente encontrado seis dias depois do seu desaparecimento com marcas de extrema violência, abuso sexual e desfigurado por substância ácida. 
 
O Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído pelo Congresso Nacional através da Lei Federal nº 9.970/2000. 
 
No RN, participam da operação cerca de 60 policiais federais que desde às primeiras horas da manhã cumprem 12 mandados de busca e apreensão na capital potiguar e em uma cidade da Região Agreste do Estado. 

Fonte: Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Norte
 
 


Bandidos invadem casa de policial militar, ameaçam filho dele e roubam arma e farda


Bandidos renderam um policial militar, a mulher dele e um filho de três anos e realizaram um arrastão na casa deles, no bairro Vida Nova, em Parnamirim. De acordo com o PM, ele estava com o filho na varanda e quando a mulher dele chegou do trabalho e abriu o portão foi rendida pelo primeiro criminoso.

O suspeito estava em uma motocicleta e, logo depois, mais três bandidos se aproximaram em um veiculo Agile, de placas MNW-8479, roubado em Parnamirim, também na noite desta quarta-feira. Os criminosos, que estavam armados com revólveres e espingarda, renderam a família e entraram na residência.

Durante o assalto, os assaltantes encontraram a farda do policial militar e, então, passaram a exigir que ele entregasse a arma que tinha em casa. Caso o policial não entregasse, o filho de três anos seria morto. Com isso, o PM, que chegou a ser agredido no rosto, acabou entregando a arma.

Além de objetos da residência, os bandidos fugiram levando também a farda do policial. O tenente Carlos Farias, do 3º Batalhão da Polícia Militar, informou ao Portal BO que a polícia está em diligências para tentar localizar os suspeitos.

O policial que foi vítima e terá identidade preservada se disse bastante revoltado com a situação e declarou: “se estivesse sozinho em casa, talvez tivesse reagido, pois não iria admitir uma ousadia dessa, de ver bandidos dentro da minha residência. Mas, por outro lado, felizmente estamos todos vivos. Agora, espero poder prender esses bandidos”.
 
 


Canos da adutora de engate rápido chegaram à Currais Novos nesta quarta-feira

 
A primeira de muitas carretas que trarão os canos da adutora de engate rápido que abastecerá Currais Novos e Acari chegou a Currais Novos na manhã desta quarta-feira (20) com mais de cem canos, que no total de toda a obra somarão mais de 80 km, trazendo água da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves para os dois municípios seridoenses.
A GAID Construções, empresa responsável pela execução da obra, já iniciou há pouco mais de dois meses a limpeza das vias que servirão de base para a obra de mais de R$ 33 milhões.
O prefeito de Currais Novos, Vilton Cunha, que está em Natal cumprindo agenda administrativa, comemorou a chegada da tubulação. “Esta é uma obra de extrema importância para Currais Novos e Acari, e temos esperança que esta adutora solucione o grave problema no nosso abastecimento”, disse Vilton.
SOBRE A ADUTORA
O trajeto do sistema adutor de engate rápido que captará água da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves seguirá para Currais Novos e Acari paralelo ao da adutora da Serra de Sant’Ana, iniciando na RN 118, passando pelo entroncamento com a BR 226 até a zona urbana da cidade de Florânia.
A partir daí, a adutora prossegue margeando a mesma rodovia até um ponto de entroncamento com a BR 427, que se encontra a cerca de 2 Km de Currais Novos, indo até a estação de tratamento de água do Açude Dourado, permitindo desta maneira o consumo por parte da população.
 
 
 


Cristalina, a água mais água, tem representante em Caicó




Mulher é amarrada e assaltada em sua residência em Caicó

 
Mais um crime de assalto foi praticado na noite desta quarta na cidade de Caicó, elementos invadiram uma residência localizada no bairro João XXIII e amarraram uma senhora e levaram alguns de seus pertences.

Era por volta das 20 horas quando os elementos invadiram a residência e amarraram a vítima com laços de plástico conhecidos como engasga gato, para em seguida levarem algumas peças de ouro e uma pequena quantidade em dinheiro.

A polícia foi acionada mas até o momento não conseguiu deter nenhum suspeito.
 
 


20 de maio de 2015

Prefeitura amplia cemitério de Jardim de Piranhas

 
A prefeitura de Jardim de Piranhas já iniciou os trabalhos de ampliação do “Cemitério Novo” que fica na saída para a Timbaubinha, serão 880m² a mais na lateral do atual cemitério.

A ampliação visa atender a necessidade das pessoas que eram obrigadas a sepultar seus entes queridos no mesmo túmulo de outros parentes por falta de espaço. 

Já era necessário pois a dificuldade de encontrar espaço era grande”. Reconheceu Elidio Queiroz.
Os trabalhos estão avançados e a prefeitura espera entregar em breve o cemitério com um amplo espaço.

Alex Maia 
 
 


Prefeitura de Caicó publica licitação para aquisição de equipamentos do matadouro público


A prefeitura de Caicó publicou no Diário Oficial da União, na edição desta terça-feira (19), o aviso de licitação com o objetivo aquisição gradativa de materiais e equipamentos, incluindo-se instalação e treinamento de pessoal para manuseio, para adequação e modernização do matadouro público municipal.

O recebimento e abertura de propostas e documentação ocorrerão no dia 03 de Junho de 2015 às 08h na sala de licitações. O edital contendo maiores informações encontra-se a disposição dos interessados na Sala das Licitações da Prefeitura Municipal, situada na avenida Coronel Martiniano, nº 993, Centro, Caicó/RN e no sítio www.caico.rn.gov.br.
 
 


APOIO CARICARTE CAICÓ




Balneários não são responsáveis pela poluição do açude Itans de Caicó

itans gal

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte ingressou com uma ação civil pública para garantir o cumprimento do acordo firmado pelo Departamento Nacional de Obras contra a Seca (Dnocs) que prevê a proteção da Área de Preservação Permanente (APP) em torno do açude Itans, localizado na cidade de Caicó, região do Seridó potiguar. O acordo judicial firmado em setembro de 2013 tem por objetivo impedir prejuízos à água que abastece a cidade de Caicó. De acordo com o MPF, entre as medidas prometidas pelo Dnocs está a desocupação e demolição dos balneários que não podem funcionar em uma área de preservação.

No entanto, a coordenação estadual do Dnocs informou ao G1 que um estudo feito em parceria com a Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte (Fapern) apontou que os balneários não são a causa da poluição do açude. “O parecer é contrário ao que é dito pelo Ministério Público”, diz a coordenação estadual do Dnocs. Segundo o órgão, os balneários, embargados desde 2012 por falta de licença ambiental, só ocupam 0,57% da área do Itans.

A possível contaminação da água, de acordo com o Dnocs, vem dos esgotos das cidades de Santa Luzia, na Paraíba, e Ouro Branco, no RN. As águas contaminadas desaguam no rio Água Nova, responsável pelo abastecimento do Itans. O MPF deu entrada na ação uma vez que, 20 meses depois do acordo transitar em julgado, o Dnocs segue sem adotar algumas das ações previstas. “A demora coloca em risco o açude, cuja principal função é o abastecimento humano na cidade de Caicó”, ressalta o MPF.  A ação pede ainda a declaração do não cumprimento do acordo e estipulação, pela Justiça, de prazo de 90 dias para o departamento tomar as medidas necessárias à proteção da área.

G1/RN
 
 


MPF cobra cumprimento de acordo que protege a qualidade da água do Itans e quer demolição de balneários

Açude Itans de Caicó, tem apenas 8,75 % de sua capacidade (FOTO: Sidney Silva)

O Ministério Público Federal (MPF) em Caicó vem cobrando da Justiça o cumprimento do acordo firmado pelo Departamento Nacional de Obras contra a Seca (Dnocs) e que prevê a proteção da Área de Preservação Permanente (APP) em torno do açude Itans, de modo a impedir prejuízos à água que abastece Caicó. Dentre as medidas prometidas pelo Dnocs está a desocupação e demolição dos balneários, que legalmente não podem funcionar em uma APP.

O acordo judicial foi firmado em setembro de 2013, já transitou em julgado e, mesmo passados 20 meses, o Dnocs segue sem adotar as ações previstas. A demora coloca em risco o açude, cuja principal função é o abastecimento humano na cidade de Caicó. O Ministério Público Federal peticionou à Justiça este mês, dentro da ação civil pública 0000200-88.2013.4.05.8402, para que declare o não cumprimento do acordo e estipule prazo de 90 dias para o departamento tomar as medidas necessárias à proteção da área.

Agricultores – Um laudo produzido por técnicos da 4ª Câmara de Coordenação e Revisão (CCR) do MPF apontou que não há viabilidade jurídica e técnica para manutenção das edificações e atividades dos balneários na área de APP do Itans. O procurador da República Bruno Lamenha vem acompanhando o processo e ressalta que, ao contrário dos balneários, o laudo apontou a possibilidade de manutenção dos pequenos produtores rurais que plantam ou criam animais na área de preservação permanente.

Para que esses pequenos produtores rurais permaneçam, contudo, é necessário um planejamento a ser coordenado pelo próprio Dnocs, além do devido licenciamento ambiental. A última manifestação do MPF à Justiça requer que o departamento se manifeste sobre o interesse em coordenar a elaboração de um Plano Ambiental de Conservação e Uso do Entorno de Reservatório Artificial (Pacuera), para disciplinar a ocupação e as atividades permitidas aos pequenos agropecuaristas.

São sugeridas ações como a implantação de sistema de tratamento de esgotos domésticos; tratamento e destinação final dos resíduos sólidos; utilização de técnicas de preparo do solo para não provocar a impermeabilização; entre outras.

Riscos - O laudo dos técnicos do MPF destaca que um dos principais impactos ambientais ao açude decorrem da impermeabilização do solo por parte dos balneários, o que impede o crescimento da vegetação natural. “Além disso, há impactos indiretos, como o aumento do escoamento superficial e, consequentemente, da erosão do solo, gerando assoreamento e reduzindo a qualidade da água do reservatório”, aponta.

As áreas de apoio dos balneários (acessos e estacionamentos) também impedem a regeneração da vegetação, tanto pelo pisoteio dos pedestres, quanto pelo movimento de veículos. Os técnicos confirmaram que a presença de vegetação natural na APP do açude Itans é uma condição extremamente necessária para a prevenção e redução do assoreamento do reservatório, assim como para melhoria da qualidade da água.

Os técnicos da 4ª CCR destacaram que atividades como as dos clubes e balneários, mesmo que estabelecidas medidas para minimizar danos ou ainda tentativas de compensação ambiental, representam forte impacto negativo ao ambiente e proporcionam uma difícil conciliação com o objetivo do reservatório, que é o abastecimento da população. Um desses impactos diz respeito ao considerável aporte de efluentes líquidos e sólidos despejados no Itans.

A posição do Ministério Público Federal é clara: “O MPF não desconhece que Caicó carece de espaços de lazer para a população e que os balneários, durante anos, foram referência nesse sentido para a sociedade local. No entanto, esse dado histórico não se converte numa panaceia para legitimar a manutenção de intervenções significativamente nocivas (e vedadas pela legislação) em área de preservação permanente”.

O procurador Bruno Lamenha lembra que “nada impede que outras opções de lazer se desenvolvam ou ainda que os próprios balneários possam operar em locais fora da área de preservação permanente do açude Itans, desde que seja observada a legislação ambiental, especialmente o devido licenciamento”. Nenhum dos empreendimentos hoje existentes possui licença ambiental.

Como reflexo disso, pontos de erosão nas imediações dos balneários já vêm sendo observados, embora não sejam as únicas formas de agressão ao reservatório: “Não resta dúvida que as ocupações das margens, incluindo os balneários, que concentram uma grande quantidade de pessoas, são fontes de degradação da qualidade da água, por esgotos domésticos e resíduos”, acrescenta o laudo.

Via Sidney Silva
 
 


Caern começa instalação de bombas flutuantes de sucção de água no Itans

 
Sidney Silva – Os técnicos da Caern, começaram a instalar nesta terça-feira (19), às bombas flutuantes para captação de água no açude Itans, em Caicó. A medida se dá, exatamente, por causa do baixo nível do reservatório que atualmente está com 7 milhões e 150 mil metros cúbicos de água, o equivalente a 8.75% de sua capacidade total que é de 81 milhões e 750 mil m³.

O gerente do escritório da Caern, para Caicó, Enilton Mário Alves, disse ao Blog Sidney Silva, que a água existente no Itans pode abastecer a cidade até o mês de novembro. “Atualmente nós estamos tirando 200 metros cúbicos de água por hora do Itans, e antes era 300“, disse.

Com a instalação das bombas de sucção flutuantes no Itans, os técnicos da Caern querem aumentar a vasão de água liberada para o abastecimento da população. As águas do reservatório de Caicó, são retiradas somente durante o dia. Na parte da noite e também nos finais de semana, os equipamentos são desligados. A adutora funciona 24 horas por dia. “O nosso objetivo, com isso é justamente tentar que tenhamos água até o final do ano“, contou.

Com relação a adutora Piranhas/Caicó, estão sendo usados, 190 metros cúbicos por hora. Antes eram 400. A pouca água que está chegando nas casas se dá, justamente, por causa da pouca água que chega do Rio Piranhas. As casas localizadas em bairros mais altos, ficam prejudicadas. “Esses bairros são abastecidos por sistema elevado e como vem somente a metade do que se precisa, então só os mais baixos são abastecidos“, disse Enilton.

Juntando os dois sistemas, o do Itans e da adutora Piranhas/Caicó, a Caern, está repassando para a população, 370 metros cúbicos, quando na verdade deveria estar com 700.

No rio piranhas tem pouca água. Os técnicos estão usando apenas uma das duas bombas de sucção existentes no local. Isso porque, não tem volume de água suficiente para manter as duas bombas funcionando. 

Nós estamos esperando que até sexta-feira (22), o nível do Rio aumente para podermos abastecer às localidades que estão desabastecidas. O que atrasou a chegada da água de Coremas em Jardim de Piranhas, foi a pouca quantidade que era liberada pela comporta. De lá, estavam saindo apenas 2,8 metros cúbicos por segundo, mas, nos últimos dias aumentou para 3“, relata.

Muitos bairros das zonas Norte, Oeste e parte do Centro de Caicó, estão com problemas de abastecimento em decorrência da pouca quantidade de água no leito do Rio Piranhas.

Indagado se existe a possibilidade do uso de carros-pipa nos bairros onde a água não chega por causa de sua pouca quantidade, Enilton Mário, disse que ainda não discutiu sobre, mas, acredita que não vai demorar, se “continuar no rojão que vai”, para tratar sobre o assunto. 

Ele lembrou que em 2014, às localidades altas de Caicó, foram abastecidas por carros-pipa. “Se a água continuar com o nível baixo, teremos que lançar mão dessa possibilidade“, contou.
 
 


APOIO LOJA CLORO SOM E CONSTRUÇÃO EM CAICÓ




Jardim de Piranhas, São Fernando e Timbaúba ficarão sem água durante 48 horas, informa Caern


A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) informou nesta terça-feira que suspenderá por 48h o abastecimento dos municípios de Jardim de Piranhas, São Fernando e Timbaúba dos Batistas, todos localizados na região do Seridó potiguar, a partir desta quarta-feira (20).

De acordo com nota emitida à imprensa, a companhia justifica que a medida é necessária para conclusão de manobra que aumenta a vazão do sistema a paritr da barragem de Coremas, na Paraíba, programada para esta semana.
A Agência Nacional de Águas (ANA) autorizou a abertura de comportas da barragem localizada na Paraíba em três metros cúbicos por segundo, mas somente na próxima sexta-feira (22) é que a água liberada chegará à região.
G1